18/11/2020 - Hemocentro registra queda de 36% nas doações de sangue (TV Anhanguera - Bom Dia Goiás)

(18/12/2020) Com a retomada de várias atividades no comércio e do setor turístico no Estado, e consequentemente, o aumento no fluxo de veículos nas ruas e estradas, os números de acidentes também aumentaram. Com isso, houve um crescimento na demanda por sangue na Hemorrede Pública de Goiás que subiu de 3,2 mil para mais de 4 mil bolsas mensais. A diretora-geral da unidade do Governo de Goiás, Denyse Goulart, faz um apelo à população que está em bom estado de saúde e que atende os critérios de doação para comparecer a uma das unidades da Hemorrede. "Com a chegada das chuvas, sobem os números de casos de dengue, e, consequentemente a demanda por sangue e hemocomponentes. Além disso, temos uma demanda constante de sangue para tratamento de doenças crônicas, transplantes, cirurgias de urgência e eletivas, Covid-19, entre outras", reforça.

Nos últimos dois meses os estoques do Hemocentro registraram um déficit de 36%, se comparado aos números de coletas realizadas em outubro e novembro de 2019.

Quem pode doar?
Os requisitos básicos para passar pela entrevista pré-doação de sangue são: estar saudável, ter peso acima de 50 kg, apresentar documento com foto válido em todo o território nacional e idade entre 16 e 60 anos, sendo que antes de completar 18 anos é necessária uma autorização dos pais ou responsáveis. A orientação é que doadores acima de 60 anos fiquem em casa, visto que são pessoas do grupo de risco do novo coronavírus. Quem tomou a vacina da febre amarela ou sarampo deve aguardar 30 dias para fazer uma doação. Já para vacina contra gripe, o prazo é de 48 horas.

Matéria da TV Anhanguera, exibida no dia 18/12/2020, no Bom Dia Goiás.

Acesso à informação